Português Inglês Espanhol

+55 47 3028.4040

+55 47 9 9916.5484

Vendas de e-commerce no mundo devem alcançar US$ 3,4 bilhões em 2019

10 de set

As vendas de e-commerce no varejo em todo o mundo não param de crescer. A projeção da Statista, portal especializado em estatística do e-commercer mundial, para este ano é US$ 3,453 bilhões. No Brasil, o e-commerce faturou R$ 69,8 bilhões em 2018, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Dentre as principais razões do consumidor usar as plataformas eletrônicas estão comodidade (55%), confiança (46%), segurança (44%) e agilidade (26%) na hora do pagamento, de acordo com pesquisa da E-Consulting.

A internet traz muitas facilidades para o consumidor, uma delas é a praticidade, mas para conseguir se consolidar no ramo é necessário oferecer qualidade. Os varejistas precisam conhecer as regras do jogo em cada novo mercado. Seu público global é inteligente, bem informado e exigente, e sua lealdade deve ser conquistada.

Nós podemos te ajudar nessa jornada, você pode confiar na Cia das Traduções para:

:: Tradução alinhada com os requisitos legais de seu mercado alvo.

:: Produção de glossários e gerenciamento de seus arquivos de memória de tradução.

:: Conselhos para interagir com entidades comerciais locais e parceiros de varejo, incluindo o fornecimento de intérpretes especializados.

A expectativa é de que o comércio eletrônico se torne o maior canal de varejo do mundo até 2021, superando as vendas de supermercados, mercearias, lojas de vestuário e calçados. Especialistas acreditam que o e-Commerce responderá sozinho por 14% do varejo mundial. Entre os polos, a região Ásia-Pacífico lidera as vendas online que já representam 17%. China e Coreia do Sul são os principais impulsionadores desse movimento por lá. Estados Unidos e Canadá juntos, já alcançam algo em torno de 15%. Na Europa Ocidental o comportamento dos consumidores varia muito, de forma que o e-Commerce ainda não figura como carro-chefe das vendas no varejo. O Reino Unido tem sido um grande protagonista do consumo online, seguido por Dinamarca e Finlândia. Por isso, as estratégias internacionais devem ser desenhadas por região, país e categoria.

Lembre-se, esses consumidores não entregarão seu dinheiro a quem o pedir. Eles navegam, escolhem e leem as letras pequenas, então é melhor você ter tudo pronto no idioma nativo deles. Seus clientes alvo estão pesquisando. A Cia das Traduções facilitará que eles façam compras com você.